08 setembro 2011

O Aborto e a Igreja Evangélica


Igreja Evangélica... FALSA

Se você está em alguma igreja que se diz evangélica e está ensinando e pregando, USANDO A BÍBLIA, aprovando a legalização - realização do aborto, saiba que isso só vem confirmar que são FALSAS IGREJAS EVANGÉLICAS. É a progressão das aberrações que são manifestas de tempos em tempos.

Essas igrejas que se denominam evangélicas, por mais mundialmente famosas, que já possuem uma doutrina de um falso evangelho da graça, apenas estão acrescentando mais um ponto para confirmar que são
FALSAS IGREJAS EVANGÉLICAS.

Há uma delas que atualmente está defendendo o aborto - legalização de homicídios.
Isso confirma que, além de um falso evangelho de Jesus Cristo, revelam "quem" é o verdadeiro "dono" espiritual do lugar. Quem tem interpretação real da Palavra de Deus e dom de discernir espíritos, jamais chamará um desses falsos crentes de "irmãos".

Crente, filho de Deus não come em mesa de homicidas, lobos e porcos.
Suas comidas são verdadeiras lavagens que "enfeitiçam" as vaidades da carne.

Esse é apenas mais um detalhe de uma das igrejas que "usa" o nome de evangélica, mas, progressivamente, está mostrando quem é o seu "espírito" dominador. Decadência, ruína e perdição eterna.


Aborto é um assunto que não depende de cultura, filosofia, costume... enfim, não é entendimento de sabedoria humana, não é "o que eu acho", "na minha opinião", "eu entendo assim".

Certamente que, se você não é crente ou é um falso crente, você se expressa assim, com razões e argumentos conforme homem natural, sem discernir coisas espirituais,
PARA A SUA PRÓPRIA CONDENAÇÃO.
Biblicamente falando é um carnal e não tem entendimento das verdades de Deus (do Deus verdadeiro).

Quem é filho de Deus, lavado e remido pelo sangue do Cordeiro, e ama e teme a Deus, inclusive, interpreta a Bíblia da maneira certa, não manipula e nem torce a Palavra de Deus para a sua própria perdição.

Tomaram um texto bíblico e usam como justificativa para a prática do aborto. 


Eclesiastes 6:3  

"Se o homem gerar cem filhos, e viver muitos anos, e os dias dos seus anos forem muitos e se a sua alma se não fartar do bem, e além disso não tiver um enterro, digo que um aborto é melhor do que ele."

Se algum líder que se diz evangélico tomar esse versículo e usá-lo dizendo que é Deus consentindo o aborto, basta uma frase: Saia desse lugar porque Deus já não está mais com ele... (nunca esteve)

Se, como homem natural, é capaz de voluntariamente decidir matar alguém, que entendimento tem das coisas do Deus verdadeiro? Nenhum.

Do que é capaz alguém com esse "espírito"? Qualquer coisa. Deus não manda nele, não tem temor e nem amor a Deus e ao próximo.

Boas obras? Não passa de camuflagem. Até ímpio faz boas obras.

Uma revelação:   
Os falsos crentes já são um aborto.
Não feito por Deus, mas, por causa de seus próprios pecados e iniquidades foram expulsos do útero da mãe (igreja verdadeira). Tentaram ficar no útero, mas, a mãe rejeitou.

Quem lê entenda... 

A foto acima, encontrada na internet, fala mais que muitas palavras.
Em tempo oportuno acrescentarei sobre este assunto.


Sergio Luiz Brandão

5 comentários :

Conselheiro Cristão disse...

Realmente a igreja de Jesus não pode ser uma igreja assina, a igreja de Cristo não foi feita para tirar vidas e sim gerar vidas, aborto é assassinato e Deus condena tal atitude, um abraço Bia.

Anônimo disse...

_Olá!!!!
_Gostaria que me respondesse uma questão que me parece bastante oportuna.
_Veja bem: a questão do aborto tem sido motivo e palco de várias discussões.
_Do ponto de vista de uma mulher que foi estuprada, por exemplo e, também do ponto de vista da criança, por N situações...!
_Pois bem, "esqueçamos" esta parte e, falemos acerca da Palavra de Deus: houve uma ocasião em que o Senhor Jesus, falou a respeito desse tema. Ele disse que seria melhor um aborto do que viver toda uma vida sem poder desfrutar da abundância que Ele veio trazer! Logo: Ele já sabia que as pessoas fariam tal coisa..., ok!
_Não me coloco favorável a essa prática, apenas quero completar um raciocínio..., ok?
_Em outro post (muito bom, por sinal), escrevia-se acerca de julgamentos: que é bom, abrir os olhos de outras pessoas para evitar os males..., correto?
_E quando eu acuso e dou "nomes aos bois", propagando minha forma de pensar para muitas pessoas, como é o caso..., _É isso bom? é correto?
_De que forma, o emissor desta resposta, procederia em um caso como o mencionado acima(estupro)?
_E a verbalização acusatória? procede?
_E a Palavra proferida pelo Senhor Jesus?_Como e aonde se encaixa? Queira esclarecer.

.¸¸.♥ Biα ♥.¸¸. disse...

Caro Anònimo, vou traçar algumas considerações:

Sobre dar nomes aos acusados, Jesus fazia as acusações publicamente e os apóstolos deram nomes quando JULGAVAM pessoas que agiam em desacordo com a verdade.
Se as pessoas lerem mais atentamente a Palavra de Deus verão muitas situações de julgamento ocorrendo. Tudo o que está escrito, e é público.

João Batista pecou quando publicamente julgou Herodes?
Jesus pecou quando disse publicamente para uns que eram filhos do diabo?
Paulo pecou quando disse que entregou alguns para Satanás? E tantas outras passagens ....

Quem julga com a reta justiça, DE DEUS, age sem temor porque fala da parte de Deus e não de homens.

A pessoa não atentou na leitura sobre JULGAR, pois cita sobre “propagar meu modo de pensar”. Quem fala é a Palavra de Deus. Ela é quem julga, ou seja, Deus julga, não é o homem.

Que ver um momento dos apóstolos que passa desapercebido que eles julgaram? Os sacerdotes disseram para que eles parassem de pregar Cristo. Eles responderam que mais importa fazer a vontade de Deus do que a dos homens. Nisso está embutido que, eles julgaram e condenaram as ordens dos homens e aceitaram apenas as ordens de Deus. As ordens dos sacerdotes foram condenadas por eles. Desobedecer significa condenar, julgando.
Os apóstolos julgaram as ordens dos sacerdotes e condenaram, eles e suas palavras, diante da Palavra de Deus que haviam recebido.

Se é assim, todos os criminosos no mundo todo precisam ser soltos pois é proibido julgar e dar nomes aos infratores. Cada uma .... por isso que, quando é interpretado esse julgamento segundo Cristo,
vamos ver a dimensão que o apóstolo Paulo diz: se vamos julgar anjos ... quanto mais as coisas dessa vida.

1 Coríntios 6:3, diz:
“Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos? Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida?”

Lendo todo o capítulo de 1 Coríntios 6, o que vemos? Todo o texto está julgando:
“1. Ousa algum de vós, tendo algum negócio contra outro, ir a juízo perante os injustos, e não perante os santos?
2. Não sabeis vós que os santos hão de julgar o mundo? Ora, se o mundo deve ser julgado por vós, sois porventura indignos de julgar as coisas mínimas?
3. Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos? Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida?
4. Então, se tiverdes negócios em juízo, pertencentes a esta vida, pondes para julgá-los os que são de menos estima na igreja?
5. Para vos envergonhar o digo. Não há, pois, entre vós sábios, nem mesmo um, que possa julgar entre seus irmãos?

.¸¸.♥ Biα ♥.¸¸. disse...

6. Mas o irmão vai a juízo com o irmão, e isto perante infiéis.
7. Na verdade é já realmente uma falta entre vós, terdes demandas uns contra os outros. Por que não sofreis antes a injustiça? Por que não sofreis antes o dano?
8. Mas vós mesmos fazeis a injustiça e fazeis o dano, e isto aos irmãos.
9. Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus?
10. Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladröes, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.
11. E é o que alguns têm sido; mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus, e pelo Espírito do nosso Deus.
12. Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma.
13. Os alimentos são para o estómago e o estómago para os alimentos; Deus, porém, aniquilará tanto um como os outros. Mas o corpo não é para a prostituição, senão para o Senhor, e o Senhor para o corpo.
14. Ora, Deus, que também ressuscitou o Senhor, nos ressuscitará a nós pelo seu poder.
15. Não sabeis vós que os vossos corpos são membros de Cristo? Tomarei, pois, os membros de Cristo, e fá-los-ei membros de uma meretriz? Não, por certo.
16. Ou não sabeis que o que se ajunta com a meretriz, faz-se um corpo com ela? Porque serão, disse, dois numa só carne.
17. Mas o que se ajunta com o Senhor é um mesmo espírito.
18. Fugi da prostituição. Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo.
19. Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?
20. Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus.”

COMO O CRENTE JÁ JULGA E CONDENA O MUNDO NO DIA-A-DIA?
RESPOSTA: CONDENANDO AS OBRAS DAS TREVAS, DESTRUINDO AS OBRAS DO DIABO E GLORIFICANDO A DEUS PELA SUA VERDADE E PALAVRA.
ISSO JÁ ESTÁ EM ANDAMENTO. SE NÃO CONDENARMOS AS OBRAS DAS TREVAS, SEJA DE INCRÉDULO OU CRENTE, CRISTO DE NADA SERVIU.

.¸¸.♥ Biα ♥.¸¸. disse...

Eclesiastes 6:3, diz:
“1. Há um mal que tenho visto debaixo do sol, e é mui freqüente entre os homens:
2. Um homem a quem Deus deu riquezas, bens e honra, e nada lhe falta de tudo quanto a sua alma deseja, e Deus não lhe dá poder para daí comer, antes o estranho lho come; também isto é vaidade e má enfermidade.
3. Se o homem gerar cem filhos, e viver muitos anos, e os dias dos seus anos forem muitos, e se a sua alma não se fartar do bem, e além disso não tiver sepultura, digo que um aborto é melhor do que ele.
4. Porquanto debalde veio, e em trevas se vai, e de trevas se cobre o seu nome.
5. E ainda que nunca viu o sol, nem conheceu nada, mais descanso tem este do que aquele.
6. E, ainda que vivesse duas vezes mil anos e não gozasse o bem, não vão todos para um mesmo lugar?
7. Todo o trabalho do homem é para a sua boca, e contudo nunca se satisfaz o seu espírito.
8. Porque, que mais tem o sábio do que o tolo? E que mais tem o pobre que sabe andar perante os vivos?
9. Melhor é a vista dos olhos do que o vaguear da cobiça; também isto é vaidade e aflição de espírito.
10. Seja qualquer o que for, já o seu nome foi nomeado, e sabe-se que é homem, e que não pode contender com o que é mais forte do que ele.
11. Na verdade que há muitas coisas que multiplicam a vaidade; que mais tem o homem de melhor?
12. Pois, quem sabe o que é bom nesta vida para o homem, por todos os dias da sua vida de vaidade, os quais gasta como sombra? Quem declarará ao homem o que será depois dele debaixo do sol?”

Os versículos 4 e 5 explicam o versículo 3, dando entendimento de que, o abortado, MESMO QUE TENHA VINDO DEBALDE (INUTILMENTE) EM TREVAS SE VAI E DE TREVAS SE COBRE O SEU NOME.
Nisso não há qualquer benefício para o abortado.

E 5. E ainda que nunca viu o sol, nem conheceu nada, mais descanso tem este do que aquele.
PARA QUALQUER UM, o fato de não viver, é melhor do que viver a agonia da vaidade sobre essa terra.

Essa palavra de Eclesiastes precisa dar a dimensão adequada que lhe é devida pois nela, as situações apresentadas dependem de dimensão real que o autor quer dar quando faz comparações,
neste caso comparando as vaidades e aflições do homem carnal com um que foi abortado.

Antes de tudo temos que entender que Deus JAMAIS comete injustiça.
Então, a Palavra de Deus diz em 1 Coríntios 7 que, que se uma das partes for santa, o filho é santo. E se ocorreu estupro, como exemplificou voce que questiona, mesmo sendo estupro,
sendo uma parte santa, o filho é santo. Ou não? Onde o problema aqui? Sim, o homem que estuprou não é o marido. Mas, um detalhe é igual para ambos: são incrédulos e quem santifica o filho é a parte crente.

Uma coisa é certa: se uma mulher de Deus for estuprada (se Deus permitir isso), Ele mesmo fará o que tiver que ser feito.
Cada caso é considerado em separado diante de um universo de circunstâncias. Tirar a vida? Só o Senhor. Nisso não há dúvida.
Sergio Luiz Brandão

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ATENÇÃO!

Estou disponibilizando, alguns estudos em PDF para baixar em seu computador.
1-Para fazer download, basta clicar na foto relativa ao estudo.
2-O PDF será aberto.
3-Clique na flechinha para fazer o download.
Demora um minutinho, espere que ele abrirá uma janela, basta clicar em Ok.

Que Deus abençoe sua leitura.
Qualquer problema em abrir o documento, ou com o download, basta me escrever: através do formulário na coluna à direita.

Todos os Estudos são baseados nas Sombras das Coisas Futuras

Isaque o Unigênito de Abraão, no Contexto Igreja Livre e Igreja Escrava

Quando Deus Ouve e Atende a Voz de seu Povo para o mau.

A Bíblia diz que Adão não foi enganado quando pecou, Adão sabia o que estava fazendo.

Arrebatamento da Igreja de Jesus Cristo.

É Possível consultar os mortos como o rei Saul consultou o Profeta Samuel?

Os filhos de Deus Crentes, podem Frequentar Praia ou Festa do Carnaval?

Guardar o Sábado da Lei de Moisés

Divórcio e Novo Casamento, segundo a Bíblia Sagrada

Tatuagem e Piercing são lícitos aos filhos de Deus?

Image and video hosting by TinyPic

Doutrina da Santíssima Trindade Católica Apostólica Romana

Pedófilos e Pedofilia - Abusando de Crianças.

Image and video hosting by TinyPic

O Senhor Jesus Lavando os Pés dos Discípulos-Significado.

O Sábado Natural e o Sábado Espiritual

Igreja de Jesus Cristo nos Lares

A falsa doutrina do uso do véu pelas mulheres.

Quando Deus disse: Haja Luz-não foi criado o Sol, alguém nasceu.

O primeiro homicídio no Céu e o primeiro homicídio na Terra.

Carne e Sangue não Herdam o Reino dos Céus.

Primeira e Segunda mortes.

A mulher pode assumir a liderança na Igreja de Jesus Cristo?

As mulheres estejam caladas nas igrejas.

Jesus Cristo veio cumprir ou anular a Lei do Velho Testamento?

Batismo nas Águas e Santa Ceia do Senhor

A Separação dos Reinos.

Futebol e Idolatria Evangélica.

O Verdadeiro e os Falsos Fundamentos.

A Parábola das Dez Virgens