13 fevereiro 2011

Defeito físico e doenças são conseqüências do pecado?

 Pergunta enviada por um irmão: Na Bíblia, quando há diferença de interpretação para contextos semelhantes, como entender? Defeito físico e doenças são conseqüências do pecado? Quando o irmão lê um texto nos evangelhos narrando algo que Jesus disse e depois encontra alguma coisa que diferencia em parte nas epístolas, com qual delas fica o irmão ?  

Para ser mais preciso em João 9:1-3 Jesus ao ser inquirido por alguns apóstolos sobre a cegueira de nascença daquele cego, se ele ou seus pais haviam pecado, Jesus responde que nem ele e nem seus pais tinham pecado, aquilo (a cegueira) havia acontecido para a glória de Deus e muitas vezes nós vemos pessoas defeituosas que aprendem a fazer coisas magníficas e ficamos maravilhados. Isto não é a glória de Deus se manifestando ?

Mas em I Tim 5:24, 25 está escrito: 

"24. Os pecados de alguns homens são manifestos antes de entrarem em juízo, enquanto os de outros descobrem-se depois. 
25. Da mesma forma também as boas obras são manifestas antecipadamente; e as que não o são não podem ficar ocultas." 

Levaremos em conta a Palavra de Jesus, o Mestre, escrita pelo seu amado apóstolo João ou a carta de Paulo a Timóteo ?
Resposta:
Meditando nas duas passagens da Palavra de Deus, elas, inicialmente, parecem dizer sobre as mesmas coisas, mas são interpretações separadas, distintas.

Na passagem do Evangelho de João, capítulo 9, Jesus foi perguntado pelos apóstolos sobre aquela cegueira porque já havia um prévio entendimento de que qualquer mal visível "defeito físico" teria origem em pecado. Mas o próprio Jesus já dissipa essa prévia compreensão dizendo que não foi por causa de pecado, nem por parte do que está cego, sofrendo o mal e, nem de seus pais, mas que aquilo era para a glória de Deus.

Parece que fica um "vazio" nessa resposta de Jesus, pedindo um acréscimo para compreender, não é?

Entretanto, na passagem da carta do apóstolo Paulo para o seu amado Timóteo, está implícito ao entendimento de que há males, resultantes de pecados.

...Vem agora ao entendimento a vida de Jó. Certa ocasião, meditava sobre o livro de Jó narrando sua vida e, em paralelo, lembrava também, de alguns estudos e pregações sobre a vida desse servo de Deus.

Considerava isso porque muitas interpretações sobre Jó causavam confusão, como se Jó estivesse em um "divã" para ser analisado e julgado por "homens", conforme a ciência da psicologia e da limitação da compreensão humana.

Então, as conversações de Jó e seus amigos estavam sendo revividas, hoje, através de pessoas, que mais uma vez se propuseram a analisar sentimentos e apresentar interpretações científicas limitadas de coisas que não podem ser investigadas a não ser pelo próprio Espírito Santo de Deus que conhece toda a verdade.

Naquele momento que meditava nisso, o Espírito Santo trouxe apenas um versículo e, quando li o versículo na Bíblia, tive a visão de um imenso incêndio e o produto que queimava eram montanhas e montanhas de livros que falavam sobre a vida de Jó. O versículo é esse: Livro de Jó, capítulo 2, versículo 3: 

"E disse o Senhor a Satanás: Observaste o meu servo Jó? Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem sincero e reto, temente a Deus, desviando-se do mal, e que ainda retém a sua sinceridade, havendo tu incitado contra ele para o consumir sem causa." 
Aí está, Jó estava sendo "consumido sem causa", tendo ocorrido, antes, uma conversa entre Deus e Satanás.

Qual ciência de entendimento natural que pode explicar isso e interpretar sentimentos e razões aí vividas?

Jó e seus amigos tentaram fazer isso e, quando lemos as palavras aparentemente sábias deles, quase convencem...mas Deus disse ao final para Jó orar por eles pois, dele, aceitaria a oração, para não tratá-los conforme suas loucuras.


(Jó 42:8,9)
(Aqui, faço uma pausa para lembrar quando foi tratado o assunto Sacerdócio Levítico nas Sombras das Coisas Futuras.)

Então, o que isso tem a ver com a questão apresentada pelo irmão? Vamos voltar para a Palavra do Mestre: Evangelho de João capítulo 9, versículo 3 Jesus respondeu: 

"Nem ele pecou, nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus."                                 

Ou seja, referente ao irmão Jó foi revelada para nós a história, no tocante ao cego não, mas Jesus deixou claro que não foi por causa de pecado, mas que aquilo era para a glória de Deus. Jó passou por uma prova, consumido sem causa, e Deus glorificou o seu nome em Jó. Para encerrar essa primeira parte deixo um versículo pequeno na extensão e poderoso na sua verdade que está na carta de Paulo aos de Romanos, capítulo 14, versículo 12, diz: 

"De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus."         
Dentro dessa expressão "...de si mesmo..." há um universo a ser compreendido e discernido, não conforme o homem natural, mas conforme só Deus sabe e, que somente pelo Espírito Santo de Deus podemos entender, se Ele permitir trazer à luz.

No próximo texto em questão, primeira carta do apóstolo Paulo para Timóteo, capítulo 5, versículos 24 e 25: 

"24. Os pecados de alguns homens são manifestos, precedendo o juízo; e em alguns manifestam-se depois. 
25. Assim mesmo também as boas obras são manifestas, e as que são doutra maneira não podem ocultar-se."

Esse texto difere em interpretação do que foi exposto anteriormente em João 9:1-3.

Nesse capítulo 5 de 1 Timóteo, no versículo 23 temos o apóstolo Paulo orientando seu discípulo e filho na fé quanto a uma enfermidade no estômago, diz : 

"Não bebas mais água só, mas usa de um pouco de vinho, por causa do teu estômago e das tuas freqüentes enfermidades."                                 
Para explicar isso veio uma situação: Sabemos que há pessoas pervertidas e malignas envolvidas com sexo, drogas, crimes, poderes, obras de ocultismo, que não se rendem ao Senhor e morrem professando não querer Deus e nem Jesus e que servem Satanás. Outros não expressam isso mas andam fazendo as mesmas coisas, com todo o tipo de perversão sexual, crimes, etc etc etc e, seus corpos e saúde são fisicamente perfeitos, e morrem nessa aparência física perfeita, sem receber o Evangelho da salvação. Se todo aquele que tem defeito físico vincula o pecado, e os outros? Se todos na terra já nascem em pecado, como ficaria isso?

Por que uns sofrem danos e outros não? Por que uns manifestam doenças e outros não, sendo até mais pecadores (se é que convém dizer assim) que aqueles? Quantos, homens e mulheres teriam seus corpos deformados e mutilados por causa do pecado e não são? Deus faz acepção de pessoa? Certo que não. Deus está sendo injusto? Certo que não. Como diferenciar isso?

Observando a situação do irmão Timóteo, uma consideração...até aquele momento ele não foi curado daquela enfermidade e, se foi não sabemos, mas fica selado que ele estava com aquelas "constantes enfermidades", e tomava vinho como um remédio temporário, paliativo, não temos como ir além do que está escrito nessa passagem bíblica. Desse versículo 23 decorre o expresso nos seguintes 24 e 25, vinculando o pecado como gerador daquele mal que Timóteo sofria. Agora, diante do que já foi explanado anteriormente, que julga isso?

Satanás feriu o corpo de Jó de uma chaga maligna, desde a planta do pé até ao alto da cabeça e aquele servo de Deus raspava as feridas com um pedaço de telha! (Jó 2:7,8)


Se uma criança de 6 meses recebe uma bala perdida no meio de um tiroteio que está acontecendo distante do local onde ela está e em conseqüencia leva seqüelas para o resto da vida adulta até que morra e, se no decorrer dessa vida converteu-se ou não para receber a salvação da sua alma, em Cristo. Quem julga isso?

Agora, vamos "andar" um pouco na Bíblia e destacar algumas passagens:
- Davi suplica a Deus que o livre e se diz inocente no Salmo 59:3: 

"Pois eis que armam ciladas à minha alma; os fortes se ajuntam contra mim, sem transgressão minha ou pecado meu, ó SENHOR."         
- Provérbios 5:22 diz: 

"Quanto ao ímpio, as suas iniquidades o prenderão, e, com as cordas do seu pecado, será detido."      
- Jesus curou um que estava paralítico 38 anos e para ele disse em João 5:14: 

"Depois, Jesus encontrou -o no templo e disse-lhe: Eis que já estás são; não peques mais, para que te não suceda alguma coisa pior."      
- Jesus perdoa a que foi pega em adultério e diz em João 8:11: 

"E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te e não peques mais." 
- Tiago 1:15:

"Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte."                                 

Conclusão: O que a Palavra expressa é que o pecado gera conseqüências sim, mas, que também, há coisas que dependem da revelação de Deus. Mesmo Deus trazendo a revelação no caso de Jó, se faz tanto malabarismo psicológico e natural para explicar isso, imagine se não fosse escrita a origem do mal, ou seja, a conversa anterior ao início da prova que sobreveio para Jó, servo do Senhor.

Não podemos dizer que alguém foi mutilado de uma perna porque pecou...pois, em cada caso, há necessidade de discernimento. Um bebê de 3 meses e um adulto de 30 anos, ocorre uma mutilação de um membro, quem julga isso se Deus não revelar?

Não se pode generalizar e formar doutrina padrão sobre a questão, seria sério erro dizer que toda enfermidade e outros males só tem origem em pecado, conforme exposto desde o início dessa resposta. Mas, posso, conforme a Palavra, afirmar: Estamos em corpo de corrupção, ou seja, carne e sangue, corpo submetido às possibilidades de todas as desgraças e males deste mundo, o que um corpo glorificado não tem.

Dentro desse nível e até onde posso expressar é o acima apresentado. 


Sergio Luiz Brandão

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ATENÇÃO!

Estarei disponibilizando, alguns estudos para baixar em seu computador.
1-Para fazer download, basta clicar na foto relativa ao estudo.
2-Ao abrir a página, logo acima no painel lado esquerdo, clique em Arquivo.
3-Na janela que abrir, clique em: Fazer download como.
4-E finalmente, clique em Documento PDF
Que Deus abençoe sua leitura.
Qualquer problema em abrir o documento, ou com o download, basta me escrever: através do formulário na coluna à direita.

Doutrina da Santíssima Trindade Católica Apostólica Romana

O Senhor Jesus lavando os pés dos discípulos-Significado.

A falsa doutrina do uso do véu pelas mulheres.

O primeiro homicídio no Céu e o primeiro homicídio na Terra.

Carne e Sangue não Herdam o Reino dos Céus.

Primeira e Segunda mortes.

A mulher pode assumir a liderança na Igreja de Jesus Cristo?

As mulheres estejam caladas nas igrejas.

Pedófilos e Pedofilia, Abusando de Crianças, no Corpo e no Espírito.

Jesus Cristo veio cumprir ou anular a Lei do Velho Testamento?

Batismo nas Águas e Santa Ceia do Senhor

Quando Deus disse: Haja Luz-não foi criado o Sol, alguém nasceu.

A Separação dos Reinos.

Futebol e Idolatria Evangélica.

A Parábola das Dez Virgens

Igreja de Jesus Cristo nos Lares

O Verdadeiro e os Falsos Fundamentos.