05 fevereiro 2011

É verdade que o reino dos céus deve ser tomado pela força?

Resposta: Temos dois textos bíblicos que trazem interpretação dessa questão:

Evangelho de Mateus, capítulo 11, versículos 12 e 13, que diz:
 

"E, desde os dias de João Batista até agora, se faz violência ao reino dos céus, e pela força se apoderam dele. Porque todos os profetas e a lei profetizaram até João."

Evangelho de Lucas, capítulo 16, versículo 16, diz:

"A lei e os profetas duraram até João: desde então é anunciado o reino de Deus, e todo o homem emprega força para entrar nele. "

Atentando para os versículos acima, originados de dois Evangelhos, você observa que eles conduzem à interpretações divergentes.

Pelo texto de Mateus, entende-se que "...desde os dias de João Batista até agora...", ou seja, até aquele momento, "...se faz violência ao reino dos céus, e pela força se apoderam dele..."

Já no texto de Lucas entende-se de modo diferente, ou seja, que a partir de João é anunciado o reino de Deus, e todo o homem emprega força para entrar nele.

Agora, surge o detalhe, que a mudança de posição das frases em Lucas 16:16 traz essa divergência.
Leia o texto sem os dois pontos (:), e alterando aposição das frases, assim » A lei e os profetas duraram até João, e todo o homem emprega força para entrar nele, desde então é anunciado o reino de Deus.
Ficaria mais adequada para equivaler ao texto de Mateus.

Isso significa que há erro de estrutura do versículo. Um dos dois versículos está errado. QUAL?

Conforme a Palavra interpreto o texto de Mateus sobre o apoderar-se do reino dos céus, "...desde os dias de João Batista até agora...", pela força, DA LEI DO VELHO TESTAMENTO, pelo mérito, pela violência da Lei.

A partir de Cristo, HERDA-SE o reino dos céus pela graça, pelo favor imerecido, pela reconciliação de Cristo, pelo perdão, pela justiça de Cristo que não tem violência, mas perdão e misericórdia, que não tem vingança mas ovelha muda.

O texto de Lucas, traz interpretação de que deve ser usada a força para APODERAR-SE do reino dos céus, ou seja, além da Lei do Velho Testamento insinua em até poder usar de violência física ou outros métodos de força.

A expressão "...apoderar-se do reino dos céus...", dá uma conotação de posse violenta, diferente de dizer "...herdar o reino dos céus...".

Então, o reino dos céus, após os profetas e João Batista, a partir de Cristo, NÃO é tomado pela força, mas pela graça e misericórdia para todo aquele que crê, sem o mérito, a violência e o peso da Lei do Velho Testamento.
Das doutrinas mais dominantes e cerceadoras da graça são, Dízimos, Guarda do Sábado, e os Usos e Costumes, que foram transformados em condicionantes para a salvação, com uma interpretação desviada da revelação e significado real, removendo o poder da glória de Cristo.

O entendimento de que deve ser usada a força, no sentido de "violência carnal", é descabido para a interpretação, pois o propósito do que foi dito por Cristo é separar a violência da Lei do Velho Testamento, obras da carne, pela Graça do Novo Testamento, obras do Espírito Santo.
Esforço, no sentido de dedicação em tudo o que diz respeito ao Reino de Deus, sim, pois ainda estamos neste mundo, reino de trevas e dor e, devemos perseverar até o fim, combatendo contra as obras da carne, pelo poder de Deus. 

Sergio Luiz Brandão

Um comentário:

  1. Querida Andreia,

    O sentido da revelação pela letra que mata, foi abolida por Cristo sim, a partir de então, a revelação é pelo Espírito Santo. A lei para nós hoje, tem sentido espiritual, são sombras das coisas futuras, do que haveria após Cristo.
    Para a Igreja verdadeira de Cristo, não há lei e nem maldição, somos livres em Cristo, não vivemos mais o amor condicional, mas sim, o amor incondicional. Viver misturando lei com a graça de Cristo gera perdição eterna, pois estamos adulterando com o verdadeiro esposo que é Cristo, sendo de outro marido que é a lei, estamos vivendo com coisas da Antiga Aliança na Nova Aliança com Cristo, e isto é fazer agravo ao Espírito da Graça, a Palavra de Deus diz:

    "De quanto maior castigo cuidais vós será julgado merecedor aquele que pisar o Filho de Deus, e tiver por profano O SANGUE DA ALIANÇA COM QUE FOI SANTIFICADO, e fizer agravo ao Espírito da graça?" Hebreus 10:29

    Viver pelo espírito da lei, faz agravo ao Espírito da Graça.

    A lei é odre velho, onde o vinho novo não deve ser colocado, a Palavra diz:

    "E ninguém deita vinho novo em odres velhos; de outra sorte o vinho novo romperá os odres, e entornar-se-á o vinho, e os odres se estragarão;
    Mas o vinho novo deve deitar-se em odres novos, e ambos juntamente se conservarão." Lucas 5:37,38

    Portanto, se voce aceita doutrina da lei misturada com a graça de Cristo voce pertence à igreja escrava, representada por Hagar, e não à Igreja livre representada por Sara, e todos os escravos não herdarão o reino dos céus, veja:

    "Dizei-me, os que quereis estar debaixo da lei, não ouvis vós a lei?
    Porque está escrito que Abraão teve dois filhos, um da escrava, e outro da livre.
    Todavia, o que era da escrava nasceu segundo a carne, mas, o que era da livre, por promessa.
    O que se entende por alegoria; porque estas são as duas alianças; uma, do monte Sinai, gerando filhos para a servidão, que é Agar.
    Ora, esta Agar é Sinai, um monte da Arábia, que corresponde à Jerusalém que agora existe, pois é escrava com seus filhos.
    Mas a Jerusalém que é de cima é livre; a qual é mãe de todos nós.
    Porque está escrito: Alegra-te, estéril, que não dás à luz; Esforça-te e clama, tu que não estás de parto; Porque os filhos da solitária são mais do que os da que tem marido.
    Mas nós, irmãos, somos filhos da promessa como Isaque.
    Mas, como então aquele que era gerado segundo a carne perseguia o que o era segundo o Espírito, assim é também agora.
    Mas que diz a Escritura? Lança fora a escrava e seu filho, porque de modo algum o filho da escrava herdará com o filho da livre.
    De maneira que, irmãos, somos filhos, não da escrava, mas da livre." Gálatas 21-31

    Ore voce a Deus e peça para que ele abra seus olhos e lhe dê entendimento de sua Palavra para que ele te liberte do espírito da lei, para que voce entenda que está com outro marido, a Lei, e está adulterando contra o verdadeiro esposo que é o Senhor Jesus Cristo.

    ResponderExcluir

Seja bem-vindo ao Blog Santificai-vos.
Leia antes de fazer seu comentário:

Efésios 4:29
"Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem."

- Os comentários do Blog são moderados.
- Só publique assuntos relacionados ao conteúdo do artigo.
- Não coloque links de artigos nos comentários.
- Os comentários não refletem a opinião do autor.
- Proibido fazer propaganda.
- Identifique-se, pois filhos de Deus possuem um nome e não são anônimos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ATENÇÃO!

Estarei disponibilizando, alguns estudos para baixar em seu computador.
1-Para fazer download, basta clicar na foto relativa ao estudo.
2-Ao abrir a página, logo acima no painel lado esquerdo, clique em Arquivo.
3-Na janela que abrir, clique em: Fazer download como.
4-E finalmente, clique em Documento PDF
Que Deus abençoe sua leitura.
Qualquer problema em abrir o documento, ou com o download, basta me escrever: através do formulário na coluna à direita.

Doutrina da Santíssima Trindade Católica Apostólica Romana

O Senhor Jesus lavando os pés dos discípulos-Significado.

A falsa doutrina do uso do véu pelas mulheres.

O primeiro homicídio no Céu e o primeiro homicídio na Terra.

Carne e Sangue não Herdam o Reino dos Céus.

Primeira e Segunda mortes.

A mulher pode assumir a liderança na Igreja de Jesus Cristo?

As mulheres estejam caladas nas igrejas.

Pedófilos e Pedofilia, Abusando de Crianças, no Corpo e no Espírito.

Jesus Cristo veio cumprir ou anular a Lei do Velho Testamento?

Batismo nas Águas e Santa Ceia do Senhor

Quando Deus disse: Haja Luz-não foi criado o Sol, alguém nasceu.

A Separação dos Reinos.

Futebol e Idolatria Evangélica.

A Parábola das Dez Virgens

Igreja de Jesus Cristo nos Lares

O Verdadeiro e os Falsos Fundamentos.