28 novembro 2011

Os Teólogos da Igreja Científica e Mercenária.


Tempos para cá começou ser notória a manifestação de doutores e mestres da Palavra de Deus, com cursos de teologia que, atualmente, estão promovendo, inclusive, movimentos para que, ser dirigente de congregação, somente com curso de teologia.

Qual a razão disso?
Simples, a resposta é: Não é mais o Senhor quem unge e nem o Espírito Santo quem ensina as verdades eternas.

Tenho deparado constantemente com diplomados e seus discípulos que agem da mesma forma que os hipócritas e dissimulados judaizantes do tempo de Jesus. Pedem sinal, pedem versículo bíblico, querem que apresente uma interpretação por raciocínio de homem, enfim, está muito difícil conviver com com homens de anéis, arrogantes e pretensiosos, cheios de judaísmo encoberto de falsa graça, cheios de idolatria da sabedoria humana.

Esses cientistas da Palavra de Deus estão, aos poucos, transformando Deus em homem e, em tempo oportuno, estarão ensinando ao Criador a sua própria Palavra.

Deus falhou, os cientistas da Bíblia farão o que Deus Pai e o Senhor Jesus Cristo não fizeram. Os cientistas da Bíblia fazem o Senhor Deus e Pai e o Senhor Jesus Cristo calarem, com suas retóricas científicas. Se fazem deuses, acima de Deus, mesmo parecendo que estão ensinando sobre Deus.

Enchem as pessoas de frases e discursos da interpretação natural e, quando são confrontados com as revelações da Palavra de Deus, já chegam rebatendo chamando você de herege ou possesso de demônio, para se ocultarem nos seus domínios do engano.

A exaltação do homem cientista bíblico está cada dia mais latente no meio que se diz evangélico.

Os falsos doutores da graça se ofendem quando um ímpio diz que ele não é nada e, ao invés de dizerem que somente Deus é tudo, AGORA, tiram a carteirinha mostram o anel e alardeiam que possuem diploma, que seu curso é reconhecido pelo MEC, pelos ministérios eclesiásticos etc etc...

Pois é, somente não foi reconhecido pelo Senhor.

São homens, não que Deus ungiu, são os falsos ungidos que compraram unção de pastor e líderes, e são esses que, agora e mais na frente estarão ditando as regras, dominando rebanhos, aliás, já estão.

A soberba desses doutores segundo a carne é que quando confrontados já vão logo dizendo: você não tem curso, você não estudou teologia, hermenêutica, homilética, você não pode conversar comigo... você não é nada... olha o meu anel... olha o meu diploma... vai fazer o curso e depois voltamos a conversar.

São esses que estão dominando a atual igreja chamada evangélica do Brasil, uma das mais corruptas igrejas do planeta, politiqueira, mercenária, blasfema e idólatra judaizante com práticas espíritas misturadas.

Essa é a igreja dos teólogos, pois, onde o homem domina, Satanás faz a sua obra.

Certa ocasião fui confrontado por um PhD e ele disse que para ser doutor, segundo a Palavra de Deus, precisava de diploma, fazer curso. De pronto vi a blasfêmia. A Palavra de Deus diz que para ser doutor é preciso do dom, dado unicamente por Deus, pelo seu Espírito Santo.

Tudo na Igreja do Senhor Jesus Cristo é obra do Espírito Santo, não do homem e sua capacidade natural. O homem age e o Espírito Santo faz acontecer.

Quando alguém quer ser teólogo é porque foi induzido por esses espíritos enganadores de os homens sabem mais do que Deus, o que é mais comum, ou o Espírito Santo nada conseguiu ensinar para ele e, na fraqueza de uma igreja corrompida, buscou uma saída para encontrar a verdade, caindo em outro laço. Essas verdades espirituais íntimas estão ocultas nas pessoas.

Aqueles que tentam abrir "biroscas menores"
porque saíram das "biroscas maiores" é porque viram os poderosos teólogos (se não são líderes diretos são os assessores) ensinando doutrinas de demônios, ou viram a igreja de modo mercenário, com muito lucro, aprendendo com esses cientistas da Bíblia. E quando esses saem das "biroscas maiores", uma minoria, se saíram com boas intenções pela verdade de Cristo, apenas esquecem que precisam se limpar dos espíritos enganadores dos teólogos e, acabam cometendo os mesmos erros de outra forma, porque estão contaminados por seus espíritos. 

As "biroskas maiores" são as proliferadoras do aguardente espiritual, com palavras da ciência com doutrinas de demônios. Basta ver o que vemos hoje, conforme já fiz referência.

Sendo os teólogos uma unidade espiritual, há um espírito que os rege.

Por isso a insistente exposição sobre o espírito que age através das pessoas - a luta não é contra a carne e sangue.

Os apóstolos e todos aqueles que piamente andaram com Cristo, se fosse nos dias de hoje, precisariam fazer reciclagem com os teólogos, porque estes iriam ensinar os segredos mais profundos da sabedoria carnal, decifrando as verdades através da ciência da homilética, hermenêutica e outras, pelo espírito de Satanás.

Se um dos apóstolos estivesse aqui, neste momento, que diria ele dos teólogos e da igreja científica?
E, não preciso escrever um versículo bíblico para dizer isso, pois, quem é crente verdadeiro, ENTENDE TUDO PELO ESPÍRITO SANTO DE DEUS.

Sergio Luiz Brandão

26 novembro 2011

A Mente de Cristo e os trapos da imundícia.



Nossas justiças são como o trapo da imundícia? Profeta Isaías 64:6.
Isaías 64:6, diz:
"Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças como trapo da imundícia; e todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniquidades como um vento nos arrebatam."

Filipenses 3:8 e 9, diz:
"8. E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como escória, para que possa ganhar a Cristo, 
9. E seja achado nele, não tendo a minha justiça que vem da lei, mas a que vem pela fé em Cristo, a saber, a justiça que vem de Deus pela fé;"

1 Coríntios 2:11 e 16, diz:
"11. Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus.
12. Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus.
13. As quais também falamos, não com palavras de sabedoria humana, mas com as que o Espírito Santo ensina, comparando as coisas espirituais com as espirituais.
14. Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.
15. Mas o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido.
16. Porque, quem conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo."

1. O que significa ter a mente de Cristo?

Mente de Cristo, tem sentido de entendimento, sabedoria, conhecimento dados pelo Espírito Santo, conforme a verdade real que vem, unicamente, da parte de Deus Pai.

2. A nossa justiça sempre será trapo de imundícia?
A Palavra de Deus demonstra que há extrema distinção entre sabedoria humana, natural e sabedoria de Deus, espiritual.
A justiça terrena é loucura para Deus. Da sabedoria e inteligência do homem natural vem a sua justiça - 1 Coríntios 2:14.

Pela maravilhosa graça através, unicamente, de Jesus Cristo, somos chamados filhos de Deus.
Evangelho de João, capítulo 1, versículo 12, diz:
"Mas, todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que creem no seu nome."

Somente Deus Pai e o Senhor recebem adoração e possuem o poder sem limites, eles são plenitude em si mesmos, além do que podemos imaginar.

Os nascidos de novo são chamados filhos de Deus, e possuem Deus Pai e o Senhor Jesus em si pelo Espírito Santo que neles habita.
O Espírito Santo realiza as obras de Deus através dos santos.

Um filho de Deus não tem vida própria, diferente de Deus Pai e do Senhor Jesus Cristo.
Deus Pai e o Senhor Jesus, nosso Salvador, possuem vida própria.
O Senhor Jesus, o Filho do Deus Altíssimo, tem vida própria porque recebeu do Pai tal poder e honra em plenitude.

O único Deus verdadeiro tem vida própria, auto existente, não foi gerado por nenhum outro deus, é o início em si mesmo, algo terrível para a compreensão, que um dia, se assim Ele permitir, saberemos.

Mesmo sendo chamados filhos de Deus, não somos deuses.
Outros deuses, por causa da constituição, se fizeram deuses, mas, um dia, foram seres poderosos, anjos, que deixaram o Deus verdadeiro e único. E mais, Satanás levanta seus filhos na terra também.

Não tínhamos valor algum por causa do pecado, e as nossas justiças conforme homem natural, sem a justiça de Deus, eram nada.
Não tínhamos valor algum por causa do pecado que um dia decidimos seguir e servir.
Quando renunciamos ao pecado e voltamos ao nosso Deus, por causa da decisão pessoal, o arbítrio, Ele vê em nós aqueles que agora reconhecem e amam a única verdade real, se não tivéssemos esse arbítrio não haveria justiça para ser executada contra os injustos ou em favor dos justos.

Quando decidimos seguir e servir ao Senhor, os trapos da imundícia são removidos e somos agora filhos da luz, filhos da graça, filhos da misericórdia, filhos de Deus, pois, a Palavra diz que buscamos sem parar a perfeição, pelo aperfeiçoamento dos santos em santificação, ou seja, manifestando a glória da justiça da verdade real.

Antes, sem Deus, nascidos do mundo, éramos imundos conforme a justiça terrena, de homem natural, deste mundo (reino das trevas), pelo espírito do mundo (de Satanás), éramos filhos do diabo, vestidos com trapos da imundícia.

Agora, com Deus, nascidos de novo, somos limpos conforme a justiça celestial, de homem espiritual, do outro mundo, do alto (reino dos céus), pelo Espírito Santo (de Deus), somos filhos de Deus, vestidos com vestes de justiça e louvor, alvos como a neve.

Essa graça nos foi dada, sem preço terreno, não para nos ensoberbecermos disso, como muitos são confundidos por espíritos enganadores no evangelho do engano e doutrinas de demônios, que dizem "sou filho de Deus e por isso tenho do bom e do melhor", "filho de Deus só pode ter do bom e do melhor", "sou dizimista fiel e por isso Deus me ouve" sempre no sentido material da cobiça, inveja e avareza. Quem fala assim ainda é imundo e sua justiça é trapo da imundícia.

Conforme diz a Palavra de Deus, todos aqueles que ainda ensinam e praticam a justiça pela lei do Velho Testamento, são imundos e suas justiças como trapos da imundícia. As doutrinas mais conhecidas da lei do Velho Testamento são Dízimos e Guardar o Dia do Sábado.

Filipenses 3:8 e 9, diz:
"8. E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como escória, para que possa ganhar a Cristo,
9. E seja achado nele, não tendo a minha justiça que vem da lei, mas a que vem pela fé em Cristo, a saber, a justiça que vem de Deus pela fé;"

O apóstolo Paulo era fiel praticante da Lei de Moisés.

Se andamos pelo Espírito e vivemos para a glória de Deus, nossos atos de justiça não são trapos de imundície, pois, são de Deus, conforme a mente de Cristo, não deste mundo e nem conforme a sabedoria do mundo.

Evangelho de João, capítulo 7, versículo 24, diz:
"Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça."
A Palavra de Deus em João 7:24 está afirmando que um verdadeiro crente julga conforme a reta justiça, ou seja, somente pela justiça de Deus que é a sua Palavra.

Há um falso ensino que nega a autoridade do crente para julgar e, é notório que se trata de uma astúcia de espíritos enganadores para que fiquem imunes e intocáveis em suas obras da mentira (fraudes, corrupções, mentiras, abusos contra pessoas sem entendimento da Palavra de Deus, sensualidade, prostituição espiritual, etc).

Esses falsos ensinos foram transformados em frases de efeito no meio que se chama evangélico, buscando anular a Palavra de Deus e sua interpretação, fazendo discípulos através de frases sem o Espírito.

Diante do nosso Deus e Pai e do Senhor Jesus Cristo, somos nada, ninguém se vanglorie como se de si mesmo pudesse ser, ter ou fazer alguma coisa, a glória é plenamente do Altíssimo, somos filhos que amam em Espírito e em verdade.

Diante do mundo, e seu império, somos filhos da Luz, filhos da Glória, não para soberba ou arrogância carnais, mas, conscientes de que neste mundo, buscamos imitar Cristo, cada um levando sua cruz, seguindo os passos do Senhor, com humildade, lavados e remidos, pois, bem sabemos que, se nascemos aqui, em pecado, tivemos a única e última chance para decidir servir Satanás ou a Deus.

A única e última chance da decisão eterna é aqui, neste mundo tenebroso, onde nascemos em pecado e presos por Satanás, em sentença de morte, até que viesse Cristo que nos livrou, pagando o preço do resgate.

E, o único galardão dos filhos da Luz, os filhos de Deus, neste reino das trevas, é levar a presença de Deus por onde andar, semear, destruindo as obras do diabo e ganhando almas para o reino dos céus.

Por isso, da boca do crente verdadeiro não sai justiça como trapo de imundícia (bem sabemos que elas estão aí na boca dos falsos), pois, um crente verdadeiro não fala conforme o espírito do mundo, a sabedoria do mundo e a justiça do mundo. Um crente verdadeiro não fala segundo Satanás, o espírito deste mundo e nem imita, não tem inveja e nem cobiça suas obras.

Da boca do crente verdadeiro , sai o perfeito louvor, ações de graças, adoração, Palavra unicamente de Deus que tem a reta justiça, semeando a luz no reino das trevas até que chegue o dia.

Somente pela Palavra de Deus, que é a reta justiça de Deus, a justiça (injustiça) do mundo é julgada e condenada.

Paz ao coração dos filhos, limpos e que pelos seus atos de justiça com vestes de Cristo, dão glórias a Deus Pai.

Por isso, a justiça manifestada através de um filho de Deus, pela Palavra de Deus, não é trapo de imundícia.

Não somos nada? Sim, nada somos, o nosso Deus e Pai e o Senhor da Glória são tudo. Amém!

Sergio Luiz Brandão

Nossa luta não é contra a carne e o sangue-Frases de efeito.


Nossa luta não é contra a carne e o sangue. Efésios 6:12

Carta aos Efésios, capítulo 6, do versículo 10 ao 20, diz:
"10. No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder.
11. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo.

12. Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.
13. Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes.
14. Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça;
15. E calçados os pés na preparação do evangelho da paz;
16. Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno.
17. Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus;
18. Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos,
19. E por mim; para que me seja dada, no abrir da minha boca, a palavra com confiança, para fazer notório o mistério do evangelho,
20. Pelo qual sou embaixador em cadeias; para que possa falar dele livremente, como me convém falar.
"


Texto 2: Outra versão da Palavra de Deus em Efésios 6:12, diz:
"Porque não temos a lutar contra a carne e sangue, senão contra os principados, contra as potestades, contra os poderosos do mundo, das trevas deste século, contra as milícias espirituais nos ares."

O texto 2 acima se mostra mais coerente pois não repete o mesmo significado de principado e príncipes.


1. A doutrina das frases de efeito do meio evangélico.

No meio chamado evangélico, com o advento dos líderes poderosos, homens-ídolos, igreja de marketing, igreja das negociatas, igreja do mercado cristão, igreja politiqueira, foi surgindo progressivamente uma característica comum deles e do seu povo seguidor: As poderosas frases de efeito.

As frases de efeito, usadas pelos chamados de evangélicos, tiradas da Palavra de Deus, foram ajustadas como palavras de ordem para:
a. Controlar, dominar e alienar a multidão de ouvintes, da mesma forma das frases usadas por artistas e políticos para embriagar a multidão idólatra e cega, mercenária e útil e,
b. Como respostas prontas, com a aparência de sabedoria divina, para não precisar explicar o que diz, e encerrar o assunto;
c. Favorecer, trabalhando para fortalecer Satanás, que age através dos espíritos enganadores, principados e potestades no meio do povo e, assim, quanto mais frase de efeito e menos entendimento da Palavra de Deus com discernimento dos espíritos, mais fácil manipular os escravos espirituais.

Tendo em vista que as frases de efeito são uma estratégia de Satanás para edificar seu trono de domínio e manipulação, usando a Palavra de Deus, fui impulsionado para escrever sobre o assunto e, em parte, apresentei as expressões mais comuns, do tipo: "Não toque no ungido", "Só Deus pode julgar", "Não fale mal do irmão", "Eu profetizo", "Deus sabe do meu coração", "Quem você pensa que é?" e outras, que podem ser encontradas em capítulo próprio "I. A poderosa doutrina evangélica das frases de efeito." contida no Livro Online "IDOLATRIA EVANGÉLICA - DÍZIMOS E OFERTAS" - clique para acessar.

Conforme a situação, uma frase de efeito é usada em conjunto com outra(s) frase(s) de efeito.

Não entrarei nos pormenores das frases de efeito acima mas deixarei a confirmação neste breve estudo de que, Efésios 6:12, é mais uma das sábias e astutas frases de efeito e, também, desmascarar o inimigo, mostrando a real dimensão dessa frase, que é ocultada pelos poderosos e idolatrados líderes do meio que se chama evangélico. 

2. Sabedoria terrena e maligna.
Quando essa frase é usada, dá a sensação de que, quem está agindo ou envolvido em uma situação de argumentação, para quem foi dirigida a frase, é lançado literalmente para o espaço, para o vazio, como se, o que estivesse fazendo na terra é algo inútil e deve calar e encerrar o assunto. Normalmente, essa frase é usada em conjunto com "Só Deus pode julgar", "Não toque no ungido", "Não fale mal do irmão", enfim, como se os argumentos não pudessem ser satisfeitos ou tratados na dimensão terrena, entre as pessoas, como se algo de inacessível estivesse em questão, impossível para ser tratado na esfera dos interlocutores. 


Normalmente, também, essa frase é usada no meio de uma argumentação sobre casos de pecados e de falsos irmãos, falsos ungidos, falsas doutrinas, repito, normalmente, usam a frase para tentar calar quem está falando a verdade, removendo astutamente o foco com uma sabedoria terrena e maligna e, pior, usando o Palavra de Deus.
3. Interpretando a frase de Efésios 6:12.
"Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais."

Antes, vou incluir da Palavra de Deus o texto de 1 Timóteo 4, versículos 1 e 2, que diz:
"Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a
espíritos enganadores, e a doutrinas de demónios;

Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência;"
Qual a dimensão disso?

Quando estou enfrentando "na cara" um falso irmão, um falso apóstolo, um falso profeta, uma pessoa com espíritos enganadores e demônios, estou enfrentando espíritos de principados, potestades, forças espirituais da maldade, que são regidos neste mundo por uma fonte, pelo dono do reino das trevas que possui multiformas de manifestar-se através das pessoas em defesa e para propagação do seu reino tenebroso.
 
Convém atentar para isso!
Esses espíritos, os quais não são carne e nem sangue, estão na pessoa com quem estamos lidando, por isso, a luta não é contra a carne e sangue. Esses espíritos estão e falam através das pessoas. 


Entretanto, os líderes poderosos, homens-ídolos da igreja de marketing, da igreja das negociatas, da igreja do mercado cristão, da igreja politiqueira, da igreja da teologia da prosperidade, da igreja dizimista com terrorismo mental, da igreja do ré-té-té com espíritos de demônios, da igreja dos enganadores e enganados, não querem que o povo saiba disso porque, para alguém agir com desonestidade, arrogância, mentira, fraude, crime, avareza, soberba, sedução, lisonjas da hipocrisia, dissimulação, sensualidade, doutrina de demônio, doutrina da lei, abusando e usando ovelhas sem entendimento, esses precisam ter um espírito dentro deles e, assim, a luta é contra eles diretamente, pois, são filhos do engano, filhos do diabo, conforme diz e denuncia a Palavra de Deus para que não sejam seguidos, nem ouvidos e ninguém seja participante ou conivente das suas obras com iniquidades.


Quem convive num meio assim vive debaixo da ação de espíritos enganadores.
Os espíritos enganadores fazem tudo parecido com o que o Espírito Santo faz,
somente parecido.

Por isso, também diz a Palavra de Deus que, nada se julga pela aparência mas, sim, pela reta justiça com discernimento dos espíritos.
A reta justiça é a Palavra de Deus. Discernimento dos espíritos é dom do Espírito Santo.


Quando converso com alguém, quando argumento com alguém, sei que nesse alguém há um espírito.


Mas, nisso, o zelo e discernimento de espíritos pois, em tudo, temos que ter a confiança, autoridade e a Palavra de Deus em nós, para que o mal seja vencido pelo sopro da boca do Cordeiro, que fala com poder através dos santos.


Essa breve interpretação, ampla e poderosa, alcança líderes denominacionais com espíritos enganadores e os seus defensores e seguidores que nada mais são do que escravos espirituais, dominados e manipulados pelo espírito do líder.


Em todos há um espírito.


Repito, necessário muito cuidado e discernimento para não entrar em argumentações que não trarão seus efeitos mas, somente naquelas que, verdadeiramente, ajudarão a guardar o rebanho do Senhor para que haja santidade, amor e paz, conforme a sã doutrina.


Sergio Luiz Brandão


09 novembro 2011

Futebol e Idolatria Evangélica - A "festa" onde o Senhor não entra.


Igreja Futebol Clube – Idolatria, Corrupção e Perdição Evangélica. 

Dentro de um determinado período do tempo até os dias atuais, (estamos em 2.011), o futebol tem sido um forte aliado dos evangélicos sob o ponto de vista dos praticantes e também dos torcedores.


Se alguém perguntar se futebol, tanto praticar ou torcer, é pecado ou idolatria, diante unicamente da Palavra de Deus, afirmo que SIM, é pecado e idolatria, tanto praticar ou torcer e, sobretudo, para agravar o mal, ganhar dinheiro com a prática e estimular, excitar, induzir, alienar, corromper, arrastar, seduzir outros fracos e sem entendimento da Palavra de Deus para tal feito.

Evangelho de Mateus 18:6, diz: 

"Mas, qualquer que escandalizar um destes pequeninos, que creem em mim, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma mó de azenha, e se submergisse na profundeza do mar. " (destaque meu)

Escândalo (significado dicionário): Coisa indecorosa, contrária aos bons costumes. Estado de perplexa indignação suscitado por palavra ou ato reprovável: com grande escândalo do auditório. Procedimento desabrido que causa vexame ou constrangimento; altercação, querela; algazarra, tumulto: dar escândalo em público.

Para desenvolver o assunto, sobre a idolatria, corrupção e perdição do futebol no meio que se diz evangélico, primeiro, necessário entender que, um crente verdadeiro, filho de Deus, nascido de novo, que tem o Espírito Santo, que tem a Palavra de Deus por testemunho e vida, jamais, repito, jamais, poderá dizer frases comuns do tipo: "na minha opinião", "dentro do meu modo de ver", "na minha igreja é assim", "nossa visão denominacional é assim", e outros tantos "chavões evangélicos" convenientemente usados para encerrar assuntos sem argumento baseado na Palavra de Deus.

Enfim, quando é para considerar e meditar sobre qualquer assunto dessa vida, sendo um crente verdadeiro, que ama a Palavra de Deus e não a palavra do mundo, tem de ver como Deus vê e sabe que é, não como homem natural vê e pensa que sabe ser.

Pela verdade das coisas espirituais, diante da Palavra de Deus, com discernimento de espíritos, todo jogo, competição ou disputa, tem um espírito.
Esse espírito é e age segundo a eficácia do espírito do mundo.

 

 Esse espírito do mundo, conforme diz a Palavra de Deus, é Satanás, sob o qual todos nós, sem exceção, andávamos, até que o Senhor nos tomasse e anulasse a dívida.

Carta aos Efésios, capítulo 2, diz:
"1. E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados,
2. Em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, 
segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência.

3. Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também. 
4. Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou,
5.
Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos),
6. E nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus;"
(destaques meus)


A corrupção espiritual nos dias atuais é sedutora e violenta no mundo chamado evangélico, onde "usam" o nome do Senhor Jesus Cristo como referência de fé, mas, há muito tempo, já convive com espíritos estranhos e enganadores e, agora, ainda mais.

O meio chamado evangélico está sendo sugado pelas doutrinas de igrejas de visão fermentada e de ventos doutrinários que não se preocupam em interpretar e explicar a Palavra de Deus. Se, ao afirmar, diante da Palavra de Deus, que futebol tem um "espírito maligno", um regente, um dono da obra, e não aceitar, é porque ainda não conhece a Palavra de Deus.

Da mesma forma a famosa "tendência da moda" que, nada mais é do que o "espírito do mundo", regendo e manipulando as pessoas sem Deus, diferente do costume (mesmo que costume seja originado de um espírito - nisso as coisas se discernem espiritualmente). Até no gosto pessoal, conforme o "espírito" que está na pessoa, vem a exteriorização, a exposição. Caso da tatuagem, piercing, roupa sensual, ser "moderninho", etc.

Essas coisas precisam ser explicadas. Essas coisas fazem parte do leite espiritual para o nascido de novo, para já entender, de antemão, que há uma regência espiritual, dentro e fora do corpo. Se não houver zelo pela Palavra de Deus, ovelhas serão cegas, enfermas e coxas, ou perdidas para sempre.

Deus Pai e o Senhor Jesus Cristo não entram e muito menos participam nesse tipo de festa do mundo, obra do adversário dos crentes. Essa glória é do mundo, do seu regente, do seu príncipe, pois, Satanás é o dono dessa obra 
perversa, escravizadora e destruidora de almas.


O fato de um jogador exibir sua camisa com a
inscrição "Jesus Cristo", "Deus é Fiel", e outras é sutileza de engano. Tal atitude induz o público pensar que Deus Pai e o Senhor Jesus Cristo são coniventes com essa festa da perdição humana. E, se alguém se agradar das frases, será para seguir o homem ídolo, não a Deus.


DENTRO E FORA DA ARENA, DISPUTA E PREFERÊNCIA ENTRE PESSOAS:

Todo esporte implica uma manifestação de habilidade pessoal para algo. Independente do tipo de esporte, todos eles implicam uma habilidade. 
Essa habilidade, quando manifestada, é usada para alguma finalidade.

Perguntas e Respostas sobre o esporte: 
Pergunta: Qual a finalidade da prática da habilidade esportiva? Uma finalidade tem propósitos ou intenções definidas. Qual a finalidade do esporte? 
Resposta: A única finalidade é vencer sobre alguém ou algo. As intenções pessoais são alinhadas no sentido de receber uma glória e, essa glória, é somente a humana. As intenções podem ser: cobiça, poder, vaidade, alcançar fama ou glamour, satisfação da carne, prostituição, ser glorificado pelos homens, ser reconhecido pelos homens, inveja de outro com mesma habilidade. Por mais que tentem justificar o fato de serem praticantes ou torcedores, os que se dizem filhos de Deus jamais conseguirão ajustar ou harmonizar as verdades da Palavra de Deus com as verdades do espírito deste mundo. Por isso, jamais um filho de Deus pode usar de "opiniões pessoais" se quiser viver a verdade do Deus Altíssimo e ser um filho honrado que verdadeiramente combate o bom combate da fé, vencendo o mundo e seu príncipe pelo nome do Senhor.

Pergunta: Vencer o quê? 
Resposta: Uma competição, uma concorrência, uma disputa onde há um opositor ou opositores com habilidades da mesma prática.

Pergunta: Qual a intenção de competir contra um adversário? 
Resposta: Vencer, derrotar o oponente. Provar que é melhor que o adversário. Vangloriar-se de que possui mais habilidades do que o adversário. Mostrar que é mais poderoso, mais forte, mais resistente, mais habilidoso, enfim "melhor" do que o oponente, seja individualmente ou em grupo.

Pergunta: Existe disputa onde um dos adversários deseja ser derrotado? 
Resposta: Não.

Pergunta: O sentimento de disputa discriminatória, é sentimento bom da parte de Deus? 
Resposta: Não.

Pergunta: Um crente verdadeiro, se jogador de futebol, pode orar para que o Senhor ajude para ganhar o jogo? 
Resposta: Não.

Pergunta: O sentimento de querer ser mais e melhor que outro, ser glorioso diante dos homens em uma arena, que é espelho do "Circo de Roma", tem aprovação de Deus? 
Resposta: Não. O jogo de futebol tem equivalência ao "Circo de Roma" para diversão e alienação do público que idolatra e torce para que um vença contra o outro. Os jogadores parecem objetos para exposição em um altar de ídolos e sacrifícios humanos, pois ali o "dono da obra", Satanás, receberá sua oferenda. No circo, os torcedores são relacionados aos animais, com comportamentos selvagens, alienados, como drogados, com desejos malditos contra as pessoas, amaldiçoam e blasfemam em todos os momentos quem quer que se coloque no caminho para atrapalhar a vitória do seu ídolo, como se fosse uma guerra entre deuses pagãos.

Pergunta: Todas as consequências e sentimentos que o esporte provoca nos praticantes e no povo são bons e aprovados da parte do Senhor? 
Resposta: Não. Diante da Palavra de Deus estão condenados. Rixa, disputa, discórdia, briga, prostituição, alcoolismo, desordem, tumulto, lavagem de dinheiro, fraudes, idolatria, exaltação da carne, soberba, humilhação ao derrotado, exaltação ao vencedor, desmoralização, imoralidades, depredação, vandalismo, histeria, abusos de toda ordem, alegria da idolatria com acepção de pessoa, injustiças, fanatismo e obsessão, sensualidade, adultério, mercenarismo, bastidores empresariais com todo o tipo de negócios escusos em razão do passe de um jogador, o sistema mundial das tratativas escusas de clubes que seguem um “script” velado, o marketing violento e sedutor para todo o tipo de engano com exploração da vaidade, cobiça, inveja, luxúria e tudo o mais que seja perverso e ruim. Depois você lembra de outros...

Uma pausa: No Brasil temos um exemplo atual - Para a Copa do Mundo há dinheiro "aparecendo" do nada, mas, escolas, hospitais e saneamento básico que estão em situação absurda, o dinheiro desaparece. Essa corrupção os que se dizem evangélicos estão alimentando. Como orar pedindo misericórdia e intervenção do Senhor se há pecado no meio do povo que se diz evangélico? Os que clamam por justiça são injustos...

Pergunta: O dinheiro ganho com a prática do futebol é aprovado por Deus? 
Resposta: Não. Jamais. É dinheiro de idolatria e perversão para a perdição, com todos os tipos de consequências malignas. Dinheiro equivalente ao tráfico e uso de drogas, pois é esse espírito que movimenta as arenas do mundo do futebol, como uma droga alienante que entra nas pessoas e perverte os sentidos, tanto dos jogadores como também dos torcedores. Os regentes são os aproveitadores e manipuladores das pessoas, frios e calculistas, usando estratégias e manipulações para que o vício seja cada vez mais estável e lucrativo. Os campeonatos até dentro do nível mundial são devidamente regidos para que o mal jamais seja enfraquecido e sempre esteja em andamento, com ajustes para uma maior proliferação.

Pergunta: É justo um jogador receber como salário milhões de dólares por mês em comparação aos outros empregos existentes na vida cotidiana? 
Resposta: Jamais será. Por isso, além da prática ser pecado e abominação, para agravar, o salário é prêmio da injustiça. Esse jogador, conforme diz a Palavra de Deus, já teve a sua recompensa e está perdido para sempre, a não ser que se converta dessa perdição. Compara-se ao mercado da droga, que aliena, vicia e corrompe, seja evangélico ou não.

Pergunta: Justifica dizer que, ser jogador de futebol é apenas uma profissão? 
Resposta: Diante do pouco acima exposto, justifica dizer que ser traficante e usuário de drogas é profissão? Ser modelo mulher ou homem de revista pornográfica é apenas profissão sem outras intenções ou consequências? Ser dançarina de clube noturno é apenas profissão e não há outras intenções ou consequências? Ser dono de clube funk com todo o tipo de perversão sexual e moral principalmente de crianças e jovens é apenas uma profissão?

Essas são apenas algumas perguntas e respostas.

COMPARANDO UMA PARTIDA DE FUTEBOL COM UM SHOW DE ROCK AND ROLL (ROCK'N'ROLL OU ROCK & ROLL)

No meio evangélico, por causa do engano, nos dias de hoje, é necessário ampliar as explicações para possibilitar ter uma real compreensão da dimensão do mal que se veste de bem. Uma das formas é traçar comparações ou ilustrar com eventos. Oriento que você procure fazer isso quando a compreensão estiver ainda obscura e verá como o mal é realmente sutil e dissimulado.

Vou comparar uma partida de futebol com um show de rock and roll (rock'n'roll ou rock & roll). 
Todos sabem que a música tem seu espírito inspirador. A música, ou é de Deus ou não, ou seja, ou a inspiração vem do Espírito Santo ou vem de outra fonte, do espírito do mundo. O espírito do mundo é Satanás. Satanás é o adversário, o inimigo de Deus.

Aqueles que ainda não compreendem das verdades espirituais, pensam que não há mal algum em "apreciar boa música", ou ter direito de gostar de certos ritmos. Um filho de Deus não pensa assim. Um filho de Deus sabe que nas músicas há duas fontes de inspiração: O Espírito de Deus ou o espírito de Satanás.

Vamos para os eventos. 
O que temos em um show de rock and roll (rock'n'roll ou rock & roll)? 
Qual o espírito que é multiplicado dentro da plateia? Essa plateia vai influenciar outros no mundo onde estiverem. 
Você sabe responder, diante da Palavra de Deus, como esses conjuntos e músicos ficam famosos e arrastam multidões atrás de si? 

O que temos em uma partida de futebol? 
Qual o espírito que é multiplicado dentro da plateia? Essa plateia vai influenciar outros no mundo onde estiverem. 
Você sabe responder, diante da Palavra de Deus, como esses clubes e jogadores ficam famosos e arrastam multidões atrás de si?

São principados e potestades, a serviço do príncipe deste mundo e aqueles não possuem o verdadeiro Espírito de Deus ou ainda acreditam que "não tem problema", ficam seus "fãs", ou escravos espirituais.

Se, em um conjunto de rock famoso ou clube de futebol, houver um músico ou jogador que se diz evangélico ou crente, ele estará fazendo a obra de Deus ou de Satanás? Esse, que se diz evangélico, estará sendo exaltado por qual glória, sendo que a obra é para a perdição com idolatrias do mundo?

Esse, que se diz evangélico está, além de procurar justificar sua glória mundana, como se o único e verdadeiro Deus aprovasse, também arrasta uma multidão pela sua 
sugestão mentirosa.

Será difícil compreender isso?


Diante da Palavra de Deus, o "espírito do esporte", focalizando aqui, especificamente o futebol, tem sido um laço de Satanás para conduzir uma multidão para a corrupção espiritual e perdição, agravando com a participação de evangélicos ou falsos evangélicos que estão sendo glorificados e idolatrados pelos incrédulos e pelos que se dizem evangélicos com seus líderes promovendo o pecado.

Para agravar, tentam com enganos envolver o Senhor Jesus Cristo como parte dessa obra maldita.

O reflexo da idolatria evangélica sobre jogadores de futebol está manifestada dentro das congregações, com o mesmo espírito.

Precisa ficar gravado no entendimento que: "as verdades espirituais são reais e ninguém pode alterar o que Deus diz".

O espírito de Satanás entrando na pessoa pela idolatria e corrupção do futebol é como o fermento que, no seu tempo, provocará a corrupção de todo o corpo. É um tempo de processamento do fermento. Esse fermento passa de pessoa para pessoa e vai movendo até que individualmente e toda a massa fique corrompida.

Dias atrás, tive a infelicidade de ler numa reportagem sobre um dos atuais expoentes da idolatria futebolística de 2.011 que, de acordo com o pastor (?) da igreja, esse jogador era "abençoado" no futebol porque desde criança aprendeu ser fiel nos dízimos. Isso diante da Palavra de Deus é Satanás falando. Primeiro que, dízimo, é falsa doutrina para crente nascido de novo. Nos dias atuais, dízimos é doutrina de demônio por causa da perversão e blasfêmia que se faz do assunto, porque, sem dinheiro o Deus mercenário dos falsos evangélicos não atende ninguém e ainda manda para o inferno. Segundo, porque exalta um pecador objeto da idolatria e falso crente, dando exemplo maldito para ser seguido para a perdição, por uma multidão que não tem entendimento da Palavra de Deus.

Anos atrás, outro fato que marcou, muito divulgado pelos meios de comunicação, e que continua alimentando a blasfêmia dos evangélicos do futebol que, diante da Palavra de Deus, tomam o nome do Senhor em vão, foi quando uma conhecida igreja que se diz evangélica apostólica, colocou em exposição dentro do seu prédio (que caiu) o troféu de um jogador de futebol, prêmio de melhor "do mundo". (sim, "do mundo", segundo o homem vê e julga e outros fatores ocultos dos interesses dos bastidores da corrupção do futebol, pelo espírito do mundo)

Primeiro, o fato de ser jogador de futebol e evangélico é iniquidade. Segundo, o troféu, um altar de adoração idólatra, da glória pessoal do jogador, era para ser conhecido e adorado pelo público que se diz evangélico e também os incrédulos (certo que a desculpa é que se trata de uma estratégia evangelística para atrair pessoas). Terceiro, um troféu de idolatria não pode ser consagrado para o Deus verdadeiro dos crentes, pois, o Deus dos crentes não tem pacto com as obras das trevas (o dono do troféu disse que consagrou para Deus o objeto, o altar de idolatria pagã) (somente pessoas, vidas, almas, podem ser consagradas para Deus e, coisas e animais, jamais). Quarto, isso confirma que, um mal chama outro mal e, essa glória, fama e poder não devem ser exaltadas ao Senhor.

O Senhor não dá poder para um filho transformar-se em servo de Satanás em sua obra de corrupção e destruição de almas através da idolatria e todas as demais coisas malignas relacionadas ao futebol, que já foram citadas acima e a seguir.

Deus ficou insano? Não cometo pecado quando faço essa pergunta, sei que o Deus vivo dos crentes é Santíssimo mas, faço isso para confirmar que, essa é a forma como apresentam a condição de Deus Pai e do Filho amado diante do que fazem, confirmando a blasfêmia. São espíritos enganadores trabalhando para uma grande farsa.

Os milhões de dólares ou reais que ganham não servem para a obra do Senhor, pois, é como dinheiro originado da venda de drogas, é dinheiro maldito, dinheiro de corrupção do espírito, dinheiro de idolatria, dinheiro da iniquidade. De que adianta o homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma. Correm atrás do vento...

Injetam droga no povo, exaltam Satanás e ficam milionários. Em seguida, fazem "gloriosas" doações financeiras como se isso justificasse ou anulasse o mal que já fizeram e fazem. Existem outras crenças ou religiões que fazem a mesma coisa.

Esse caminho não é para verdadeiro crente, filho de Deus.

Ao futebol podem ser relacionados quaisquer outros tipos de jogos, disputas ou competições como, automobilismo, turfe, etc. Também, todos os tipos de loterias, apostas e concursos da cobiça e avareza, carnês, sorteios, dominó, baralho, games de computador, etc.

Mudam-se apenas as formas, entretanto, o espírito do mundo, o dono da obra, o regente, é o mesmo.

Lembrando... 
Tempos atrás, havia neste web site uma mensagem sobre a Copa do Mundo de 2006 e, irei reescrever parte dela:

Quando, durante o jogo fatal do Brasil com a França, o Espírito Santo fez que eu permanecesse no quintal da minha casa.

Há tempos que havia deixado de assistir futebol e eu era muito praticante desse esporte, antes de nascer de novo em Cristo. 
Então, no quintal, estava ali meditando, mas havia um terrível incômodo no espírito e, em dado momento o Espírito Santo me levou a fazer a seguinte oração:

"Em nome de Jesus, essa sujeira do "mundo do futebol" que tem entrado na Igreja Evangélica, seja repreendida e, os movimentos de Igrejas que estão se envolvendo com essa Copa, perdendo a posição de Igreja, sejam repreendidos em Nome de Jesus Cristo." Ao encerrar a oração o Espírito Santo falou: "O Brasil vai perder."

Em seguida perguntou-me: "O (jogador de futebol (nome)) deixaria tudo para me servir?" 

Permaneci meio com o coração apertado considerando a pergunta, mas o Espírito Santo completou: "Certo que não." 
E a Igreja... e outras promovendo um "grande erro", alimentando o pecado para dentro e fora da Igreja com montagem de telões... etc ... etc... centralizando o seu "ídolo", (jogador de futebol (nome)).

Fiquei muito aborrecido diante de toda essa verdade e sabia que: Se o Espírito Santo disse, iria acontecer. A Igreja idólatra e cega, perdida como o mundo, alimentando o erro em favor de Satanás.

Continuei no quintal, adorando e orando e, sentia no ar o peso de um "mundo perdido" pelo seu próprio fascínio, gritos de torcedores, rojões...

O pior: A Igreja, que se diz evangélica, se perdendo junto da perdição. Mas Deus iria entrar com a providência e quebrar o maldito fascínio. 
Depois, soube da notícia: O Brasil perdeu.

E Deus estava ali, o Dono de tudo estava comigo no quintal da minha casa, entretanto, o mundo e a Igreja, distraídos e fascinados com outra coisa... perdidos...

Os seguidores da Igreja, que se diz evangélica, nos dias de hoje, são apóstatas, são idólatras, envolvidos e seduzidos com todos os tipos de coisas malignas, mas, que dão a aparência de que não há nada errado. Não há nada errado segundo o evangelho dos espíritos enganadores e de demônios que falam através desses denominados líderes evangélicos. Os atos promovidos com multidões estão revestidos de interesses escusos e troca de favores políticos e mercadológicos.

Existem muitos reais e sinceros filhos de Deus no meio dessa massa misturada e corrompida que precisam sair e viver para Cristo e, não, para homens corruptos e falsos irmãos, que blasfemam da Palavra de Deus, fazendo do nome de Jesus e dos filhos de Deus um grande mercado.

Hoje, com entendimento, sei a razão do Senhor jamais ter permitido participar de uma Marcha para Jesus. Diante dos céus não tem 
valor algum.


Ou cremos na Palavra de Deus e no seu
Espírito Santo que ensina todas as coisas, ou, seremos "nada".


Troféu consagrado dentro da Igreja. 
O tempo passou depois disso e, em 2008, o (jogador de futebol (nome)) disse que "consagrou" um troféu para Deus, por causa das suas conquistas e, esse troféu será doado para a Igreja..., ficando em exposição. Entendo que (jogador de futebol (nome)) disse isso porque ele aprendeu assim dos seus doutrinadores.

É assim como as coisas caminham.

Primeiro: diante da Palavra de Deus, um troféu é um altar da idolatria daqueles que conquistam coisas deste mundo, ou seja, é um símbolo do "poder do homem" por suas vitórias.

Há todo o tipo de manipulação mafiosa dentro dos bastidores do futebol para que isso aconteça. 
É muito dinheiro envolvido. Os altos e absurdos salários dos jogadores e todo o investimento são de procedência duvidosa. O meio esportivo conhece isso, mas é um silêncio conveniente.

As pessoas sem Deus e, que ainda vivem escravizadas pelas coisas deste mundo, torcem por algum time, se vangloriam de torcerem e "lutam por esses times", idolatram jogadores e clubes.

Você conhece algum líder evangélico que ainda torce por algum time e acorda de madrugada para assistir jogo de futebol ou corrida de Fórmula 1?

Se a glória é de Deus, para que serve o altar da idolatria? 
Quando homens ou times, independente do tipo de esporte, são idolatrados eles são transformados em altares da idolatria. 
Adorar (torcer pelo time ou jogador) os altares da idolatria é como feitiçaria. 
Por isso as coisas nos dias atuais vão de mal a pior.

Segundo: não se consagra coisas dessa vida para Deus, a única consagração que Deus recebe é de sua alma, sua vida.

As demais coisas podem ser "separadas ou apresentadas", disponibilizadas para serviço na obra de Deus nessa terra.

O troféu traz glória ao possuidor dele, é honra de homem, mesmo que "consagre, separe ou apresente" para Deus, Deus não recebe tal altar da idolatria e, muito menos, se colocado dentro do lugar onde seria para congregar os filhos de Deus, em outras palavras, num paralelo, é uma profanação do templo (não confundir pois os prédios não são templos) com idolatria e coisas imundas.

Se, na Copa de 2.006, por causa da conduta do povo evangélico verdadeiro, que está no meio dos falsos, para livramento, Deus agiu, e fez o Brasil perder e sair, o que será dessa vez, por causa desse ato? Deus limpou de um lado, mas, refizeram o pecado de outra maneira.

Estratégia para segurar o povo, aumentar a arrecadação e... agravar o pecado e blasfêmia !!! 
No mundo, isso dá certo, é o mundo, mas, usar a igreja e o nome de Jesus Cristo para tais "estratégias"... é só aguardar. 
As lições e apertos de Deus não resolveram/ resolvem ?!!!

Se acontecer algo ruim, certamente, usando a frase de efeito astuta, o inimigo será culpado... foi perseguição do inimigo... o inimigo está furioso...

E Deus? Deus não fica furioso com filhos(?) desobedientes e recalcitrantes e os entrega nas mãos do inimigo? Deus não fica furioso com homens e mulheres que se dizem de Deus e de Jesus Cristo, mas usam o seu santo nome em vão? Certo que sim... Deus não fica irado quando escandalizam e enganam seus filhos (filhos de Deus) que são sinceros como crianças mas que não possuem o entendimento?

E também, Deus confunde os enganadores que querem se passar por filhos... Veio na lembrança um famoso corredor de fórmula 1... Uma história se repetindo... Quando deveriam iniciar a desaceleração, estimularam acelerar mais... mais... mais... Deus teve que brecar tudo... digo isso por revelação que tive do que passou. A Igreja que se diz evangélica até planejava entrar para a Fórmula 1, com um carro "patrocinado".

Quando uma Igreja, que se diz evangélica, tem espírito de cobiça, avareza, luxúria, mentira... ao invés de destruir o mal, alimenta, ainda mais, para a destruição e perdição eternas.

Por isso, nesses lugares, querem sempre mais, mais... mais... ser mais, ter mais... DAS COISAS DESSA VIDA... SER RECONHECIDO PELA GLÓRIA DESSA VIDA... mais... mais...

Então, Deus tem que entrar, fazer o papel de "ruim" e acabar com a festa dos cegos e perdidos líderes que conduzem um rebanho cego... ISSO É PALAVRA DE DEUS. DEUS NÃO MUDOU.

Você que é crente, não se deixe ser seduzido por essa "aparência".

Conforme a Palavra de Deus, multidão não significa que Deus está com o povo. 
Mateus 7:21, 22, 23, diz: "Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus. 
Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? 
E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci, apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade. "

Quer argumentar? Isso é o que diz a Palavra de Deus.

Boas obras? Até o ímpio faz. Amar o próximo? Até um criminoso dentro da cadeia faz, mesmo que tenha cometido crime e não seja crente.

Enfim, lendo e meditando na Palavra de Deus, a igreja que se diz evangélica é, hoje, algo muito terrível espiritualmente. Igreja do "vale qualquer coisa" usando o nome de Jesus, vivendo as perversões condenadas da idolatria, paganismo, legalismo judaico, espiritismo, feitiçaria, inveja, cobiça. A apostasia já chegou e quem teme ao Senhor Deus e Pai e ao Senhor Jesus Cristo não compactuam com essa fachada, que na verdade real é a "heresia evangélica"

A emergência é resgatar os sinceros que estão cegados por enganadores lobos e corruptos de entendimento bíblico que não possuem temor a Deus e, falar mentira, já é normal...

Resisti para escrever isso, mas, não posso resistir ao Espírito Santo.

Toda profissão terrena tem, em princípio, um propósito honesto e decoroso, uma FINALIDADE com boas intenções para sua constituição, exemplos: policial, médico, gari, advogado, juiz, feirante, empregada doméstica, porteiro de edifício, administrador de empresa, etc

Entretanto, o discernimento vem da FINALIDADE. Nisso se separam as coisas.

Para qualquer finalidade há um espírito embutido. Do espírito vem a intenção, conhecida ou oculta ao próprio personagem.
Ser advogado e não ser corrupto, cumprindo a lei e com honra, não  se submetendo aos maus e nem se corrompendo, tem dignidade e Deus aprova. Mas, se da mesma profissão, usar para outros fins com ilegalidade, corrupção, etc, Deus não aprova.
Uma camareira de hotel "normal", dentro de padrões de honra é digna, mas, se no mesmo hotel, o uso for "anormal" e seu trabalho depender de submeter-se aos interesses do dono que não são justos e dignos, Deus não aprova.

ENTRETANTO, certas profissões, se é que podemos chamar assim, são serviços que já em si mesmas são obras do pecado, existem exclusivamente para o mal, ofendem a honra, a santidade, a moral, a honestidade, a dignidade, e seus frutos são frutos de injustiça, pecado e dor. Caso do futebol, segurança de traficante, prostituta, porteiro de boate, dono de cassino, bicheiro, camareira de motel, frentista de clube noturno, segurança de bicheiro, administrador de clube de carteado, apresentador de programas de TV que ensinam o pecado e a perversão do que é bom e santo,... 


Em parte é isso.

Paz ao coração dos santos.

Sergio Luiz Brandão
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ATENÇÃO!

Estou disponibilizando, alguns estudos em PDF para baixar em seu computador.
1-Para fazer download, basta clicar na foto relativa ao estudo.
2-O PDF será aberto.
3-Clique na flechinha para fazer o download.
Demora um minutinho, espere que ele abrirá uma janela, basta clicar em Ok.

Que Deus abençoe sua leitura.
Qualquer problema em abrir o documento, ou com o download, basta me escrever: através do formulário na coluna à direita.

Todos os Estudos são baseados nas Sombras das Coisas Futuras

Isaque o Unigênito de Abraão, no Contexto Igreja Livre e Igreja Escrava

Quando Deus Ouve e Atende a Voz de seu Povo para o mau.

A Bíblia diz que Adão não foi enganado quando pecou, Adão sabia o que estava fazendo.

Arrebatamento da Igreja de Jesus Cristo.

É Possível consultar os mortos como o rei Saul consultou o Profeta Samuel?

Os filhos de Deus Crentes, podem Frequentar Praia ou Festa do Carnaval?

Guardar o Sábado da Lei de Moisés

Divórcio e Novo Casamento, segundo a Bíblia Sagrada

Tatuagem e Piercing são lícitos aos filhos de Deus?

Image and video hosting by TinyPic

Doutrina da Santíssima Trindade Católica Apostólica Romana

Pedófilos e Pedofilia - Abusando de Crianças.

Image and video hosting by TinyPic

O Senhor Jesus Lavando os Pés dos Discípulos-Significado.

O Sábado Natural e o Sábado Espiritual

Igreja de Jesus Cristo nos Lares

A falsa doutrina do uso do véu pelas mulheres.

Quando Deus disse: Haja Luz-não foi criado o Sol, alguém nasceu.

O primeiro homicídio no Céu e o primeiro homicídio na Terra.

Carne e Sangue não Herdam o Reino dos Céus.

Primeira e Segunda mortes.

A mulher pode assumir a liderança na Igreja de Jesus Cristo?

As mulheres estejam caladas nas igrejas.

Jesus Cristo veio cumprir ou anular a Lei do Velho Testamento?

Batismo nas Águas e Santa Ceia do Senhor

A Separação dos Reinos.

Futebol e Idolatria Evangélica.

O Verdadeiro e os Falsos Fundamentos.

A Parábola das Dez Virgens